Sei que é super clichê aproveitar o mês da Mulher para falar de Mulheres que fizeram diferente. Observe que eu escrevi "fizeram diferente" e não "a diferença". Porquê?
 
Meu intuito é falar sobre mulheres que fizeram coisas diferentes da maioria, isso não quer dizer que fizeram certo ou errado. Não é uma lista das mulheres mais generosas (claro que no meio da lista tem mulheres extremamente boas) mas as que tiveram CORAGEM de fazer algo diferente ou até reprovável pela sociedade na época. As  escolhidas foram:
 
joana d arc marilyn monroe leila diniz
1. Joana D´Archeroína francesa que aos 13 anos começou a ter visões e receber mensagens ocultas. Orientada por essa paranormalidade Joana cortou o cabelo bem curto, vestiu-se de homem e entrou para o exército francês. Comandou tropas e conquistou o respeito do Rei Carlos VII. Invejada pelas vitórias, sofreu com conspirações e traições, chegou a ser vendida para os ingleses e acusada de praticar feitiçaria. Foi queimada viva em 1431. Precisa falar mais? Santa, bruxa ou louca? Não importa! Ela foi sem sombra de dúvida uma mulher corajosa e determinada.
 
2. Marilyn Monroe - indiscutivelmente foi uma das mulheres mais sexy dos últimos tempos. Apesar da sua triste história de vida, órfã e abusada inúmeras vezes pelos lares que passou. Marilyn reverteu essas tragédias em força para conseguir se destacar no mundo do entretenimento. Sua performance nos palcos seduziu homens e mulheres, mas o sucesso foi fruto da sua personalidade vulnerável, sua contraditória inocência aliada com a sensualidade natural. 

3. Leila Diniz - atriz brasileira de personalidade ousada e inimiga do conservadorismo. Ela foi responsável por quebrar tabus e ser um ícone da liberdade feminina. O que para nós hoje é simples e rotineiro, no final da década de 60 não era. Leila foi corajosa a afirmar em entrevistas coisas da sua vida sexual e ser espontânea ao ir à praia grávida de biquíni.

catarina de siena madre tereza calcuta lady diana
4. Catarina de Siena - mesmo analfabeta, ditou inúmeras obras e cartas solicitando aos papas, líderes e reis da época uma unificação da Igreja e a pacificação dos Estados Papais. Consagrada como Santa Catarina na Igreja Católica, ela cuidou dos enfermos e abandonados quando a peste se alastrou por toda a Europa. Independente de religião, devemos reconhecer pessoas boas e de inigualável coragem.      
 
5. Madre Teresa de Calcutá - ainda nessa linha de mulheres guerreiras e generosas. A Missionária dedicou sua vida aos pobres, solicitou autorização à igreja para dedicação exclusiva aos famintos e necessitado da Índia. Ganhou Nobel da Paz em 1979. E foi outro grande exemplo de coragem e caridade em vida. 

6. Diana, Princesa de Gales - eu não poderia deixar de citar Lady Di. Afinal ela casou-se com um príncipe, foi exemplo de educação e elegância, um ícone da moda e filantropa. Foi extremamente corajosa ao quebrar os protocolos e pedir o divórcio. Admirada por seu trabalho de caridade, virou celebridade mundial. Faleceu em 1997 com seu namorado Dodi Al Fayed em polêmico acidente de carro.


indira gandhi cora coralina chiquinha gonzaga
 
7. Indira Gandhi - primeira mulher a ocupar o cargo de chefe do governo indiano. Foi primeira-ministra da Índia por duas vezes (1966 a 1977) e (1980 a 1984). Para isso teve que dividir o partido e assumir a liderança de um dos lados. Aboliu os privilégios dos príncipes indianos e governou uma ditadura. Vamos falar sério, essa mulher não veio para brincar, teve pulso firme e levou bem à sério seus ideais.  
 
8. Chiquinha Gonzaga - "ô abre alas, que eu quero passar"... pianista, regente e compositora das marchinhas carnavalescas mais famosas do Brasil. Mulher de gênio forte e decidida, dedicou-se a música mesmo contra a vontade de todos. Casou-se três vezes, seu romance mais invejável e duradouro foi com um rapaz 36 anos mais novo que ela. Para viver com ele, Chiquinha chegou a adotá-lo. Juntos ficaram até a morte dela aos 87 anos de idade.  
 
9. Cora Coralina - nasceu em Goiás, doceira por profissão, produziu uma obra poética rica em elementos do dia a dia. Sua poesia atingiu um nível de qualidade literária altíssimo, não visto facilmente por outros artistas do nosso país. Uma mulher simples que viveu parte da sua vida longe dos grandes centros, tinha dom e sabedoria para escrever sobre o cotidiano.

 “Mesmo quando tudo parece desabar, cabe a mim decidir entre rir ou chorar, ir ou ficar, desistir ou lutar; porque descobri, no caminho incerto da vida, que o mais importante é o decidir.”  Cora Coralina
 
mulheres especiais
 
10. Você, minha mãe, sua avó, aquela vizinha... mulheres anônimas que lutam todos os dias para manter a família unida, que ajuda o próximo sem nada em troca, que ama seus filhos e a dos outros também. Mulheres guerreiras, profissionais, do lar, amantes, mães, tias, avós, esposas, amigas... politizadas ou analfabetas. Mulheres ricas ou pobres que acertam e erram, mulheres de verdade, assim como eu e você também merecemos um lugar nesta lista! Tenha coragem de fazer, mesmo que erre. Tenha coragem de viver, mesmo que morra. Seja autêntica e acredite em seus sonhos, só não vale passar por cima de ninguém e nem prejudicar o próximo porque isso não é coragem, é ambição desacerbada!